quarta-feira, 31 de maio de 2017

Navegando pelo Canal de Beagle

Jorge Finatto 

visão a partir do canal. photo: jfinatto


O FRIO É RIGOROSO e constante. Mal se põe o pé para fora da porta do barco e vem o impacto do ar antártico.

A viagem mais interessante em Ushuaia é, sem dúvida, ao longo do Canal de Beagle, caminho de mar onde se encontram os velhos rabugentos, temperamentais, gelados e perigosos Atlântico e Pacífico. Nada se compara à sua força nem à vida que trazem nas entranhas e nas ilhas.

Faro del Fin del Mundo. photo: jfinatto

Beagle era o nome do veleiro utilizado pelo naturalista britânico Charles Darwin quando andou por estas bandas do fim do mundo, fazendo reconhecimento geográfico e estudos científicos. O barco era comandado pelo capitão Robert FitzRoy.

Como se sabe, Darwin desenvolveu a teoria da evolução na obra A Origem das Espécies, impactante e inovadora por contrastar com o criacionismo cristão. A contradição foi superada e, hoje, a própria Igreja Católica aceita a ideia da evolução.

A fauna e a flora que se percebem nas muitas ilhas chilenas e argentinas, aliadas à paisagem inesquecível, mudam a nossa visão da natureza ao perceber a vida lutando e sobrevivendo nas condições mais adversas.

Ilha de pedra com lobos, leões marinhos e aves. photo: jfinatto

A Terra do Fogo nos leva a uma nova visão da natureza e nos remete a uma reflexão sobre nosso decisivo papel para a preservação de todo esse patrimônio que não é só da humanidade, mas diz respeito a todos os seres vivos.

A vida é bela e grande demais para ser resumida aos interesses do homem.

Ilha dos Pássaros. photo: jfinatto
  
Estamos no lugar dos grandes silêncios, álgido mar, montanhas nevadas, gelos eternos , ilhas rochosas, animais marinhos, aves, bichos da terra. Percebemos que somos apenas parte de um ambiente que é muito maior do que nós. Precisamos fazer por merecer a companhia e a paisagem.

Ilha de pedra com lobos, leões marinhos e aves. photo: jfinatto