sábado, 28 de dezembro de 2013

É preciso recomeçar tudo

Jorge Adelar Finatto 

photo: j.finatto
 

É preciso recomeçar tudo
traçar o novo amanhecer
nas ruas da cidade

é preciso enterrar os mortos
varrer os destroços
abrir as portas para o sol
fazer seu trabalho

_______

Poema do livro O Fazedor de Auroras. Jorge A. Finatto. Instituto Estadual do Livro, Porto Alegre, 1990.
jfinatto@terra.com.br